O que é Blooming Tea?

O que é blooming tea?

O blooming tea, ou flowering tea é um botão produzido artesanalmente com folhas de chás e flores, que após passarem por um processo de desidratação, são enroladas e cuidadosamente costuradas à mão.

Estas flores de chá são praticamente arranjos artísticos, que desabrocham em lindas exibições florais, quando colocadas em infusão. Uma experiência visual encantadora.

O que é blooming tea?
Chá servido após o desabrochar da flowering tea

A origem do blooming tea

Originam-se da província de Yunnan, na China. As flores comumente usadas no blooming tea são amaranto , crisântemo, jasmim, lírio, hibisco e osmanthus.

A história deste chá é um pouco controversa. O crédito é dado aos artesãos de chá chineses da Dinastia Ming. Muitos porém, são categóricos em afirmar que o formato atual do blooming tea tem origem na década de 1980.

O que é indiscutível, porém, é experiência sensorial única em preparar e apreciar um bom flowering tea.

Como servir o flowering tea

Para que todo o desabrochar da flor possa ser apreciado, é importante que o chá seja infusionado em bule de vidro ou material transparente.

Um blooming tea de qualidade pode ser reinfusionado até três vezes.

Aprecie!

Quer experimentar este chá incrível? Veja as incríveis opções de chá na loja online da Catherine e aproveite o seu momento!

Chás aromatizados: conheça 3 formas de adicionar sabor às folhas

Chás aromatizados

Em todo o mundo, os chás aromatizados são extremamente populares. Estilos famosos como Jasmine Green, Masala Chai e Earl Grey são feitos à base de folhas de chá (Camellia sinensis), adicionando-se sabores. 

Os estilos aromatizados são apresentados uma ampla gama de qualidade, desde saquinhos de chá produzidos em massa no supermercado até folhas inteiras aromatizadas com ingredientes orgânicos. Para verificar a qualidade dos chás aromatizados, é importante perguntar como os sabores extras foram adicionados.

Aromas naturais

Os chás especiais com sabor de alta qualidade são perfumados naturalmente. Este método usa ingredientes frescos e naturais para conferir sabor diretamente à folha de chá, após o qual a fonte do aroma é frequentemente removida, como nos chás de jasmim tradicionais.

Os melhores chás de jasmim (originários da província de Fujian) usam folhas de chá da colheita da primavera, secas e armazenadas até que as flores de jasmim mais aromáticas desabrochem no final do verão.  Depois que estas são colhidas, elas são cobertas por folhas de chá, que absorvem os óleos aromáticos das flores que estão secando. 

Após cada dia, todas as flores de jasmim são removidas e substituídas por flores frescas, deixando o chá final com várias camadas de aroma de jasmim que durarão por várias infusões.

Ambos os chás de jasmim foram perfumados com flores frescas, mas as flores secas foram removidas.

A fragrância natural é altamente limitada pelo material de origem, no entanto. Misturar frutas frescas com folhas de chá, por exemplo, introduziria muita umidade e teria maior probabilidade de apodrecer o chá do que dar um sabor duradouro. 

O Earl Grey com aroma natural, por exemplo, é limitado pela raridade da bergamota, uma fruta cítrica que cresce quase exclusivamente no sul da Itália. 

São necessárias cerca de 100 frutas para fazer apenas 90ml do óleo essencial usado para perfumar!

Os trabalhosos processos usados ​​para produzir folhas com aroma natural significam que eles são mais comumente feitos com chás especiais de alta qualidade, criando um produto final extremamente premium.

Tea Blending

O tea blending (mistura da folha de chá com outros ingredientes) é uma das formas mais populares de dar sabor ao chá, especialmente com folhas soltas. 

O Masala Chai (provavelmente o exemplo mais famoso) usa chá preto como base, misturado e guisado com uma mistura variável de especiarias indianas e servido com leite.

Chás aromatizados
Masala Chai: blend de chá e especiarias

O Genmaicha é outro exemplo, originário do Japão, usa arroz torrado para equilibrar o sabor das folhas de chá verde. 

Folhas de qualidade, unidas a ingredientes naturais de boa procedência, podem elevar, e muito, a experiência gustativa de um chá com frutas ou herbal. Este mix realça as características sutis dos blends de chás artesanais.

Muitos blends atualmente, são feitos com a erva-mate, entre outras e são mais precisamente chamadas de misturas de ervas ou “infusões”.  Geralmente não contém cafeína e oferecem combinações interessantes ou aromáticas. 

Para personalizar ainda mais o seu ritual com o chá é possível criar o seu próprio blend, misturando seus chás favoritos com flores secas ou ervas.

Chás aromatizados com sabor artificial

Aromatizantes artificiais são a forma mais comum de adicionar novos e excitantes sabores às folhas de chá no mundo moderno.

Os cientistas de sabores e aromas aperfeiçoaram a arte de destilar essas experiências sensoriais em compostos químicos, que podem então ser usados ​​para criar sabores extremamente consistentes e que serão os mesmos em todos os saquinhos de chá e em todas as caixas das prateleiras de todos os supermercados do mundo. 

Grandes empresas usam liquidificadores profissionais para criar lotes consistentes de chá puro de várias safras de muitas fazendas, mas os aromatizantes são mais fáceis de replicar e geralmente colocam o sabor do chá em segundo plano, tornando a qualidade das folhas um tanto irrelevante.

Chás com sabor artificial raramente têm um bom valor. Aromas criados são frequentemente usados ​​para disfarçar o sabor de folhas de chá de baixa qualidade e geralmente não resistem a várias infusões, já que o sabor é adicionado apenas à superfície da folha seca acabada.

Em um chá de folhas soltas, é fácil identificar sabores artificiais porque eles costumam cheirar muito forte, mas têm um gosto comparativamente “fraco” ou “fino” quando preparado e tem poucos ou nenhum ingrediente visível. Ocasionalmente, sabores são adicionados para realçar ou imitar misturas.

Importante salientar, porém, que os chás aromatizados não são necessariamente ruins. Assim como qualquer outro estilo de chá, existem exemplos de alta qualidade e exemplos de baixa qualidade – e as versões de baixa qualidade geralmente são mais comuns. 

Da mesma forma que não usamos um vinho sofisticado para fazer para fazer um coquetel, geralmente não adicionamos sabores artificiais aos nossos melhores chás. 

Em vez disso, os aromatizantes são frequentemente adicionados para mascarar ou equilibrar o sabor de um chá de baixa qualidade, enquanto as folhas de alta qualidade geralmente são valorizadas por seus sabores inerentes mais sutis. 

Saiba mais sobre chás especiais e blends!

Siga a Catherine Fine Teas no Instagram e fique a par das nossas novidades!

Experiências incríveis no oriente para verdadeiros amantes do chá

Camellia Tea Flower Cerimônia do Chá em Kyoto

Os amantes do chá estão sempre preparados para novas descobertas, seja no aconchego de sua casa, seja viajando pelo mundo. De casas de chá nos Estados Unidos a cerimônias atemporais no Japão, listamos algumas destas experiências únicas com chá para os tea lovers. Embarque nesta viagem com a Catherine!

1 – Hotel Mulia Sınayan – Jacarta, Indonésia

A arte do kung-fu em um copo de chá

Se você está procurando uma experiência única para beber chá, o restaurante do Table8 do Hotel Mulia Senayan, em Jacarta, na Indonésia, deve estar na sua lista de prioridades.

O Table8 serve pratos cantoneses, bem como lanches populares e uma variedade de delícias tentadoras. 

Para acompanhar seus pratos, o restaurante oferece um balcão com inúmeras opções de chás importados, de diversas províncias do China.

Blooming tea Mulia Jacarta
Cortesia Mulia Hotels

Peça ao atendente para lhe servir um Hua Cha (blooming tea). A bebida é servida exclusivamente por um mestre de chá, que demonstra as artes marciais do Kung Fu, despejando água quente em um copo, a partir de um bule longo feito de latão.

Aprecie todo o processo! Acompanhe a transformação de um botão desabrochando em água quente, até que se torne uma bela flor.

Neste restaurante, o Hua Cha flui livremente e sempre que estiver com o seu copo vazio, o Mestre de Chá adicionará água quente com uma nova manobra de Kung Fu.

Ceylon Tea Trails – Hatton, Sri Lanka

Considerado o primeiro resort de bangalôs de chá do mundo, este refúgio deslumbrante encontra-se nas colinas de Bogawantalawa, no centro-sul do Sri Lanka, local de origem do famoso chá do Ceilão.

Possui cinco exclusivas habitações, antes residências de plantadores de chá da era colonial. E que agora, fazem parte da renomada rede de hospedagens Relais & Châteaux.

O resort faz fronteira com as Terras Altas Centrais, Patrimônio Mundial, e todos os pontos de observação oferecem vistas panorâmicas das montanhas e dos campos de chá.

O Tea Trails, no Sri Lanka, é uma excelente opção para viver o chá de diversas maneiras

Juntamente com uma infinidade de trilhas e passeios panorâmicos, o resort também oferece uma aventura imersiva e gratuita chamada “A Experiência do Chá”.

Os hóspedes podem se divertir com o plantador de Camellia sinensis, residente do Tea Trails , que explica minuciosamente o antigo processo de fabricação do chá, conduzindo um passeio pela floresta densa para observar a colheita manual de chá.

É possível ainda, visitar a fábrica, que ainda usa maquinário tradicional para produzir o famoso chá preto da região.

O passeio termina com uma degustação de diferentes qualidades da bebida. Depois de um dia cansativo, reserve um dos tratamentos de spa à base de chá do resort.

Camellia Flower Tea Ceremony – Kyoto, Japão

Participar de uma cerimônia do chá em Kyoto, é um item obrigatório da must-do list de qualquer amante do chá: não há nada como as tramas fascinantes e intrincadas de uma cerimônia do chá japonesa, também conhecidas como Sado ou Cha-no-yu.

Camellia Tea Flower Cerimônia do Chá em Kyoto

A cerimônia, costumeiramente misteriosa e de difícil compreensão para os turistas, é mais amigável para os viajantes do ocidente nesta casa de chá, que se localiza perto do Templo de Kiyomizu-dera, Patrimônio Mundial da UNESCO.

Os visitantes se reúnem de pernas cruzadas em um tatame da tranquila residência, enquanto um mestre do chá no quimono tradicional prepara e derrama o matcha.

Os hóspedes também podem tentar preparar uma xícara de chá eles mesmos. Quer imergir ainda mais neste ritual? Existe a opção de marcar uma cerimônia privada!

Glenburn Tea Estate – Darjeeling, Índia

A contribuição da Índia para o mundo do chá tem sido imensurável, mas esta plantação de chá de trabalho maravilhosamente situada no Himalaia permite um vislumbre gratificante desse mundo célebre.

Glenburn é uma paradisíaca fazenda de chá que fica em uma colina acima das margens do rio Rungeet, no alto do Himalaia, com vista para a poderosa cordilheira Kanchenjunga.

Fundada por uma empresa escocesa de chá em 1859, a Glenburn então passou para as mãos de uma das famílias pioneiras na plantação de chá da Índia – os Prakashes, que ao longo dos anos, passaram a ser conhecidos como “família Chaiwala “- tradução literal de “plantadores de chá “.

darjeeling glenburn tea state
Colheita de chá no Glenburn Tea Estate em Darjeeling – Índia

A história da família Chaiwala começou há mais de cem anos e está intimamente ligada à das plantações de chá na Índia. Hoje, a propriedade é administrada pela quarta geração.

A experiência em um chazal foi inspirada nas vinícolas da Europa e de outras partes do mundo, onde os visitantes observavam o processo de vinificação, e podiam experimenta-lo

A interessante experiência educativa inspirou a família a abrir suas terras aos turistas interessados em saber como uma folha de Camellia sinensis é processada e chega à sua xícara de chá.

Além da “experiência do chá”, os hóspedes podem caminhar por uma encantadora trilha, sendo este um dos poucos destinos na Índia onde você pode caminhar o dia todo e retornar ao luxo à noite.

Os passeios começam na fábrica de chá, onde você terá uma visão geral do processo de colheita, fermentação, secagem e classificação, seguido por uma degustação das variedades Glenburn preta, verde, oolong e branca e um passeio a pé ou de carro pelos campos de chá.

No Glenburn, ainda é possível desfrutar de uma massagem com óleo de chá verde Darjeeling, seguida de um banho de chá verde e vapor.

Blend de chá – Saiba tudo sobre tea blending

blend de chá

A criação de blend de chá pode ser facilmente considerada uma forma de arte.

Escolher a base adequada, tirar o melhor de cada ingrediente, equilibrá-los de forma harmônica e ainda causar uma experiência sensorial única e inesquecível, exige muita inspiração…e transpiração.

Portanto, o trabalho de um tea blender pode ser facilmente comparado ao de um alquimista, já que uma boa mistura de chás, infusões, frutas, especiarias entre tantos ingredientes é capaz de despertar emoções e trazer lembranças que fazem parte de nossa memória afetiva.

Tea blending e a história das mistura entre os chás

Os blends de chá , ou misturas de chá surgiram por dois principais motivos:

O primeiro tinha a finalidade de apresentar sabores, aromas e texturas novos e únicos a uma xícara de chá. Este é o aspecto divertido, criativo dos blends.

A segunda razão foi a possibilidade de obter consistência absoluta num bule de chá; de taça a taça, ano a ano, década a década.

Como o chá é uma cultura agrícola, pode variar de ano a ano. E apenas misturando vários ingredientes, para equilibrar a mistura, que essa consistência pode ser alcançada.

A origem do blend de chá é quase tão antigo quanto a descoberta da própria bebida.

Os chineses fazem misturas de chá há 2.500 anos. O primeiro livro sobre chá, The Classic of Tea, de Lu Yu, publicado por volta de 760 d.C., fala de muitos itens (principalmente ervas e medicamentos), que podem ser misturados com a Camellia sinensis (a planta do chá).

Dois dos blends mais famosos são os chás English Breakfast e o Earl Grey, ambos datando de centenas de anos.

Era comum, por exemplo, misturar ao chá frutas, especiarias ou mesmo ervas disponíveis nas regiões de consumo das bebidas .

No sudeste da China misturava-se às cascas de laranja de seus pomares de frutas cítricas. Já os indianos costumavam misturar a especiarias locais como cardamomo, pimenta, gengibre. Os europeus orientais misturariam frutas locais.

Mas afinal o que é um blend de chá?

Por definição, o blend de chá, ou ainda mistura é o processo simples de juntar a um chá a outro ingrediente com outras características para formar um produto final único.

No entanto, é possível misturar especiarias, frutas, flores, óleos, ervas, ou mesmo um outro chá.

A regra de ouro dos blends é a consistência no sabor. Classicamente, a mistura de chá está associada à produção de chá preto, mas não se resume a este tipo.

Existem fantásticas opções feitas com chá verde, oolong e pu-erh, entre outras possibilidades.

O chá, proveniente da Camellia sinensis, também é uma planta muito sensível, com capacidade de receber facilmente qualquer aroma, o que às vezes atua contra ele durante o processo de fabricação ou transporte.

Um bom tea blender, no entanto, é capaz de utilizar essa sensibilidade a seu favor e criar misturas que se tornam experiências de chá inesquecíveis e únicas.

Blend de Chá e Infusão , qual é a diferença?

Nem todas as bebidas infusionadas podem ser chamadas de chá. As infusões podem ser feitas a partir de cascas, flores, folhas, ervas, frutas, sementes e raízes.

Na Catherine, nós disponibilizamos chás puros, infusões frutadas , herbais ou ainda com Rooibos (um arbusto proveniente da África do Sul, de coloração avermelhada).

Blend chá preto e pêssego Catherine Fine Teas

Blend Sunset Peach: uma combinação harmoniosa entre chá preto e pêssego

Chamamos de chá aquilo que provém de uma única planta, a Camellia sinensis. Dentro das infusões encontramos propriedades calmantes, antioxidantes, relaxantes, fontes de nutrientes, estimulantes e até termogênicas.

O consumo de chás e blends pelo mundo

Tradicionalmente o oriente consome chás puros. O Jasmine Pearls (China) e o Genmaicha (Japão), porém, são dois dos raros blends de chás tradicionais da região.

Na Europa, Estados Unidos e Canadá, os blends aromatizados com mais de dois ingredientes, são bastante demandados.

Já na América do Sul, há um equilíbrio entre blends aromatizados de forma artificial, e os blends naturais, de qualidade superior.

Quer saber ainda mais sobre chás, infusões e blends?

A Catherine produz e comercializa chás finos, blends e infusões, além de diversos itens que tornam a sua experiência ainda mais agradável.

Siga a Catherine Fine Teas no Instagram para ficar por dentro de todas as novidades.