Todo apreciador da bebida conhece o Earl Grey, um dos chás mais consumidos do mundo.

Mas poucas pessoas sabem que o chá leva o nome de Charles, o Segundo Earl Grey (algo como conde de Grey) e primeiro-ministro britânico de 1830 a 1834.

Neste post você conhecerá um pouco mais sobre esta mistura de chá preto e óleo de bergamota que conquistou o mundo há mais de 150 anos.

Chá Earl Grey: o que é?

O Earl Grey um blend de chá preto e óleo de bergamota em sua composição original.

Os chás aromatizados consistem em verdadeiras folhas de chá que são infundidas ou misturadas com frutas, flores, ervas ou especiarias.

A casca da bergamota é seca e adicionada às folhas de chá preto para produzir a bebida. O óleo de bergamota extraído da casca também é usado em certos chás especiais e infusões.

Sabor e aroma do Earl Grey

O chá Earl Grey clássico apresenta notas de limão e malte. Esses sabores contrastantes tornam a bebida um chá distinto, apreciado por muitos.

É tipicamente feito de uma infusão de chás pretos tradicionais indianos como Assam, Darjeeling e Keemun.

Esses tipos de chá preto apresentam perfis de sabor com notas de caramelo, caramelo e mel. E aroma de nozes e amadeirado.

A combinação desses sabores de chá preto com o sabor cítrico e perfumado da bergamota resulta em um chá picante e maltado.

Chá Earl Grey: a origem do nome

O nome do chá é uma homenagem ao Primeiro Ministro britânico Charles Grey (1830-1834), detentor do título de Segundo Earl Grey (algo como conde de Grey).

Earl Grey Charles Grey
Charles Grey, Primeiro Ministro britânico (1830-1834) e 2º Earl Grey

Os feitos de Charles Grey

Charles Grey supervisionou 4 anos de reforma política que teve um enorme impacto no desenvolvimento da democracia britânica.

A realização mais notável de Lord Grey foi a Lei de Reforma de 1832, que iniciou um processo gradual de mudança eleitoral, semeando o sistema conhecido até os dias de hoje.

Cerca de 130 anos de reforma parlamentar começaram com este ato e culminaram no sufrágio universal para homens e mulheres maiores de 18 anos, votos secretos e constituintes legítimos.

Outras medidas do Earl Grey reforma incluíram restrições ao trabalho infantil e a abolição da escravatura no Império Britânico em 1833.

Earl Grey: o blend de chá preto e óleo de bergamota e a história sem comprovação

As histórias sobre a origem do blend de chá são muitas e variadas.

Muitos dizem que a receita foi dada em agradecimento a um diplomata britânico quando ele salvou a vida de um diplomata mandarim, enquanto estava na China em missão para o primeiro-ministro.

Outros dizem que foi o próprio Charles Grey quem estava viajando pela China e salvou o chinês.

Nenhuma das histórias foi comprovada, mas a versão mais aceita é de que tratou-se de um presente diplomático, e que a receita foi seguida pelos comerciantes ingleses.

Também difícil de explicar é o uso de bergamota, já que não é uma fruta nativa da China.

Acredita-se que a mesma foi escolhida quando a mistura foi recriada na Grã-Bretanha, para replicar o caráter cítrico de alguma outra planta chinesa, como a flor de laranjeira.

A família de Earl Grey diz que a bergamota foi usada para compensar o alto nível de calcário nas águas locais de Northumberland, onde Charles vivia.

Chá preto saborizado Earl Grey Blue Flower
Earl Grey da Catherine Fine Teas. Chá preto, óleo de bergamota e pétalas de centáurea.

A disputa pela criação do Earl Grey

Stephen Twining diz que sua família originalmente misturou o chá a pedido dos Greys para torná-lo palatável quando feito na água de Londres, já que a mesma continha altos níveis de calcário.

Enquanto os Twinings afirmam ter sido os tea blenders originais, os Jacksons de Piccadilly insistem que são eles os criadores da receita original.

Na verdade, um anúncio dos Jacksons de 1928 afirma que o chá foi:

“Introduzido em 1836 para atender aos desejos do ex-Earl Grey”.

A propaganda dos Jacksons prossegue afirmando:

“esta mistura fina de chá da China rapidamente encontrou o favor de outros conhecedores que apreciam o aroma delicado e o sabor característico”.

Sem evidências, cartas ou papéis do governo e sem qualquer prova a ser encontrada, é impossível comprovar ou refutar qualquer uma das histórias e afirmações.

Earl Grey: um chá com mais de 150 anos de tradição

Pode ser simplesmente que um marketing inteligente em algum momento no passado distante tenha ligado permanentemente a família de Earl Grey com frutas cítricas e missões diplomáticas na China.

Seja qual for a origem do Earl Grey, ele tem servido bem à cultura ocidental do chá há mais de 150 anos, e introduziu muitos novatos ao prazer de apreciar a bebida.

Fontes:

Site do governo britânico: UK.GOV

A Social History of Tea by Jane Pettigrew and Bruce Richardson

Conheça os chás especiais e infusões  da Catherine Fine Teas

Especialista em chás especiais, infusões e blends artesanais